Livraria Cultura

2

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Morder-te o Coração (Patricia Reis)

 























"A primeira vez que fizemos amor ele pegou no meu corpo como se fosse uma extensão do seu. Movimentos que se afinavam com o tempo, como aqueles pares nas danças de salão, o corpo que desliza no corpo do outro, na antecipação precisa, matemática do gesto que vem a seguir. Na sua boca, fiquei com a ideia de ter esvaziado a alma. Havia suor nas costas dele e a minha mão chegava onde nunca antes tinha chegado. Não houve fim, apenas um suspiro de cansaço e uma espécie de sono em que me guardou. Um abraço que eu não quis perder. Não houve uma conversa sobre nada, sobre nós, sobre a vida ou o futuro. Aquele exercício costumeiro de apurar a disponibilidade do outro para a conjugabilidade, foi evitado com aprumo, num acordo silencioso que implicava a aceitação do passado e uma fraquíssima expectativa face ao que vem depois. O silêncio dele completou o meu..."










Mais frases & trechos selecionados pelos leitores: aqui!















Assista ao vídeo:









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...